terça-feira, 5 de julho de 2011

As provas da Semana

Fiquei alguns dias fora só me ocupando com os estudos. Muitas coisas aconteceram como as aprovações em três disciplinas, a reunião que ocorreu ontem entre a psicopedagoga, meu pai, minha madrasta, minha irmã e eu.

Senti uma alegria indescritível quando vi que havia aprovado nas três disciplinas, mas sabia que ainda precisava me esforçar para passar nas outras. A luta continua!

Na reunião de ontem foi exposta para o meu pai a forma como me sinto diante de toda essa pressão, o medo que tenho dele, por não conseguir corresponder às expectativas. Foi uma reunião muito boa.

Hoje de manha fiz a avaliação complementar de otoneurologia e não consegui passar, precisava tirar 6,3 e tirei 3,0.

Nem sei como vou falar isso para o meu pai, acho que mandarei um e-mail para o meu psicólogo e a minha psicopedagoga e depois saberei como proceder. Estou bem preocupado!

Ontem de noite fiquei até a 00h20min estudando, não aguentei e fui dormir. Botei o celular pra despertar às quatro da manhã, mas ao sair debaixo das cobertas tive que encarar o frio do meu quarto que é de gelar a espinha. Voltei para debaixo das cobertas e dormi até a hora que acordo todos os dias que é 06h30min.

Meu pai levou a minha madrasta para o estágio e depois me largou na faculdade. Me sentia bem apreensivo.

As colegas foram chegando e uma até disse que nem viria fazer a prova porque não acreditava que pudesse passar e que o conteúdo também era difícil, mas o seu pai a convenceu e por isso é que ela venho fazer o exame.

Continuei folhando o livro tentando assimilar e acomodar um monte de informações, mas por mais que tentasse não conseguia "captar" nada.

Chegou à professora e aí começou a prova, eram dez questões de marcar, entrei em desespero porque o que caiu era justamente aquilo que estava tentando enfiar na cabeça.

O drama era tão grande que uma colega falou que estava nervosa, que iria chorar e eu falei: "Isso vai virar um dramalhão mexicano, todo mundo vai chorar daqui a pouco". Por vezes os meus olhos se enxiam de lágrimas, mas não ao ponto de chorar.

Resolvi "chutar" as alternativas, entreguei a prova. Sabia que tinha ido mal. Fui para o banheiro e ali fiquei tentando chorar inconformado por não ter ido bem no exame.

Fui pra clínica, entrei num consultório, acessei o portal e fiquei dando F5 para ver se a professora já não havia colocado a minha nota e nada.

A angústia estava me corroendo e de repente uma colega do estágio de fono escolar me enxerga e diz que deveríamos ir à escola fazer a palestra e entregar as devolutivas dos alunos que foram avaliados por nós.

Fomos com a professora que me aplicou o exame e menos mal que não precisei falar nada. Acompanhei toda a apresentação e me mandei sem me despedir de ninguém.

E agora estou aí nesta situação cabulosa porque não esperava ir mal nesta cadeira e amanhã tenho exame para uma disciplina que estou fazendo pela terceira vez e com o mesmo professor.

Tenho fé que na disciplina de neuroaudio, fisiologia e anatomia possa conseguir passar, mas é muito complicado. Tentarei, se conseguir passar ficarei extremamente feliz porque não é qualquer um que faz oito cadeiras e consegue passar em seis. Tomara que eu consiga.

Abraço a todos!

Um comentário:

  1. Espero que dê tudo certo amigo, estou torcendo por você!

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.